Obama pede cooperação da maior organização islâmica mundial

Riad, 1 fev (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu à Organização da Conferência Islâmica (OCI), integrada por 57 países, que coopere com seu país para construir um mundo mais seguro, informou hoje esta instituição em comunicado.

EFE |

Segundo a nota, o secretário-geral da OCI, Ekmeleddin Ihsanoglu, recebeu hoje uma carta de Obama pelas mãos do cônsul geral americano, Martin Quinn, em Jeda, na Arábia Saudita, cidade-sede da organização muçulmana.

Na carta, Obama expressou "sua confiança total na capacidade dos EUA e da Organização da Conferência Islâmica para trabalhar juntos com um espírito de paz e amizade para construir um mundo mais seguro durante os próximos quatro anos".

Além disso, o presidente americano manifestou sua disposição de "trabalhar com o secretário-geral (da OCI) para melhorar os bons laços existentes" entre os Estados Unidos e essa organização.

O comunicado acrescentou que o cônsul americano deu também agradeceu a Ihsanoglu, em nome de Obama, pela mensagem de felicitação enviada por sua posse como presidente.

Nessa mensagem, Ihsanoglu pediu a Obama que estabeleça uma nova relação entre os EUA e o mundo islâmico, e reafirmou o compromisso da OCI em colaborar para efetuar um diálogo construtivo e cooperar.

EFE ash/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG