O presidente Barack Obama pediu neste sábado uma confirmação rápida no Senado de Sonia Sotomayor para a Suprema Corte, que pode ser a primeira pessoa de origem latina no tribunal.

"Depois de avaliar muitos excelentes candidatos, estou seguro de que ela é a opção correta", afirmou Obama em seu programa semanal de rádio.

"De fato, há várias gerações não se escolhia alguém com a experiência judicial que ela tem", acrescentou.

"Sotomayor é justa, imparcial e dedicada ao império da lei", afirmou.

Obama indicou na terça-feira Sonua Sotomayor, 54 anos, para uma vaga na Suprema Corte, em substituição a David Souter, que se aposentou.

Se for confirmada pelo Senado, Sotomayor será a terceira mulher na história da Suprema Corte, ao lado da atual integrante Ruth Bader Ginsburg. Além disso, será a primeira pessoa de origem hispânica.

Mas o debate promete ser acirrado, já que Sonia Sotomayor foi acusada de "racismo latino" por um líder republicano.

"Imaginem que um indicado afirmasse 'minha experiência como homem branco me faz melhor que uma mulher latina'", criticou o ex-presidente da Câmara de Representantes Newt Gingrich na sexta-feira.

"Um homem branco racista indicado seria orbrigado a desistir. Uma mulher hispânica racista também deveria se retirar", completou.

Gingrich fazia referência a um discurso de 2001 de Sotomayor. "Gostaria de pensar que uma mulher latina sensata, com uma rica experiência nas costas, chega mais frequentemente a uma melhor conclusão (como juiz) que um homem branco que não viveu tudo isso", afirmou em um evento universitário.

mk/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.