esforço de estudantes em discurso polêmico - Mundo - iG" /

Obama pede esforço de estudantes em discurso polêmico

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, conclamou nesta terça-feira em um pronunciamento os estudantes americanos a se esforçarem, a não abandonar a escola, a fazer seus deveres de casa e a tratar seus professores de forma respeitosa. O discurso do líder americano, feito em uma escola no Estado da Virgínia, vinha sendo cercado de expectativas e muitos pais chegaram a proibir suas crianças de assisti-lo, após políticos conservadores terem dado início a uma campanha dizendo que o pronunciamento era uma tentativa por parte do líder americano de doutrinar as crianças do país.

BBC Brasil |

Na semana passada, o presidente do Partido Republicano da Flórida, Jim Greer, disse estar ''absolutamente perplexo que dinheiro dos contribuintes esteja sendo usado para propagar a ideologia socialista do Presidente Obama''.

Em entrevistas a emissoras de TV americanas, Greer vinha dizendo que Obama pretendia cooptar crianças a abraçar o projeto de reforma de Saúde defendido pelo líder americano.

Após o teor do pronunciamento ter sido divulgado pela Casa Branca, na segunda-feira, Greer voltou atrás em suas declarações e disse que permitiria a seus filhos assistir ao discurso.

Manifestação
Do lado de fora da escola onde Obama fez o discurso, um pequeno grupo de manifestantes carregava cartazes com dizeres como ''Sr. Presidente, fique longe de nossas crianças''.

Entretanto, do lado de dentro, Obama proferia frases que poderiam constar até da cartilha de um político conservador.

''Com o que você se parece, de onde você vem, quanto dinheiro você tem e o que se passa na sua casa não são desculpas para negligenciar seus deveres de casa ou para ter uma atitude ruim. Não é desculpa para responder ao professor, matar aulas ou abandonar a escola. Não é desculpa para não tentar.''
Entre os exemplos oferecidos pelo líder americano como o de pessoas que obtiveram êxito graças a seus esforços estão nomes que em nada evocam ideias socialistas, como a autora da série Harry Potter, JK Rowling, e o astro do basquete Michael Jordan.

O pronunciamento também foi marcado por uma forte mensagem patriótica.

''Se você desiste da escola, não está apenas desistindo de si mesmo. Está também desistindo de seu país (...). A história dos Estados Unidos não é história de gente que desistiu quando as coisas ficaram difíceis. É a história de gente que prosseguiu, que se esforçou mais, que amou seu país de tal forma que não poderia fazer menos do que o melhor possível.''
O líder dos Estados Unidos também conclamou as crianças a lavar as mãos com frequência, pedido que dificilmente poderia ser interpretado como uma indevida intervenção do Estado na vida do cidadão.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG