O candidato à Casa Branca Barack Obama conclamou nesta sexta-feira o Irã a não esperar a eleição do próximo presidente dos Estados Unidos para aceitar as propostas dos ocidentais sobre seu programa nuclear, pois a pressão só vai aumentar.

"O Irã tem que aceitar as propostas emitidas pelos seis países", declarou Obama depois de uma reunião com o presidente francês, Nicolas Sarkozy.

"Não esperem o próximo presidente americano, pois a pressão só vai aumentar", avisou Obama, dirigindo-se ao governo iraniano.

Obama disse "apoiar" os esforços dos seis países envolvidos nas negociações com o Irã (França, Grã-Bretanha, Alemanha, China, Rússia e Estados Unidos). "É fundamental que trabalhemos juntos", prosseguiu o senador.

"Mudem de atitude, e vocês retirarão todos os benefícios desta mudança. Continuem com seu programa ilícito, e a comunidade internacional vai aumentar a pressão cada vez mais, principalmente através de sanções", advertiu Obama, dirigindo-se aos iranianos.

"O mundo precisa enviar uma mensagem muito clara para que o Irã ponha um fim a seu programa nuclear, que representa uma grave ameaça não apenas para Israel, mas para toda a região", finalizou.

bur/yw

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.