Washington, 13 jan (EFE).- O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, se reuniu hoje com os senadores democratas para pedir seu apoio ao desembolso dos fundos restantes do plano bilionário de resgate financeiro.

Segundo vários senadores disseram após a reunião, Obama se comprometeu a corrigir nos novos pagamentos os erros cometidos no desembolso da primeira metade do dinheiro do plano.

O Congresso aprovou, em outubro passado, o plano de resgate, avaliado em cerca de US$ 700 bilhões, para ajudar o sistema financeiro.

O objetivo era devolver a confiança ao sistema e permitir que os bancos recuperassem liquidez para voltar a conceder créditos.

Até o momento, foram desembolsados cerca de US$ 300 bilhões, e Obama pediu ontem ao presidente George W. Bush que autorize o desembolso da quantia restante.

Após se reunir na última segunda-feira com o presidente mexicano, Felipe Calderón, o líder eleito se disse "decepcionado" com a falta de transparência vista até agora na aplicação do plano e prometeu impor novos mecanismos de supervisão nas futuras ações. EFE mv/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.