Obama pede a Câmara que aprove lei de mudança climática

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu nesta quinta-feira à Câmara dos Representantes que aprove um histórico projeto de lei sobre mudanças climáticas que, segundo ele, criará milhões de empregos. Não se enganem, esta é uma proposta de empregos, disse Obama nos jardins da Casa Branca em apoio à proposta. Ele acrescentou que o projeto abrirá a porta para uma nova economia com energia mais limpa... que vai levar à criação de novos negócios e novas indústrias inteiras.

Reuters |

Obama disse que a votação, cujos líderes democratas no Congresso esperam que seja aprovada na sexta-feira, será apertada.

"Sei que esta será uma votação apertada, em parte devido à falta de informação que sugere que há alguma contradição entre investir em energia limpa e em nosso crescimento econômico", disse Obama.

A nova lei pode cortar as emissões de carbono dos EUA em órgãos públicos, indústrias e outros setores em até 17 por cento até 2020, e em 83 por cento até 2050, em relação aos níveis de 2005.

A proposta, que estimula o desenvolvimento de alternativas de energia mais limpas, também estabelecerá um sistema de livre mercado permitindo que empresas comprem e vendam licenças de emissão de carbono.

(Reportagem de Tom Doggett)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG