Obama ordena investigação de assassinato de talebans no Afeganistão em 2001

Washington - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ordenou investigar as supostas tentativas da anterior Administração americana de ocultar o assassinato, em 2001, de centenas de prisioneiros talebans por um senhor da guerra afegão.

EFE |

"Pedi a minha equipe de segurança nacional que recopile todos os fatos", disse Obama em entrevista à rede de televisão americana "CNN", que divulga hoje trechos em seu site.

"The New York Times" revelou na sexta-feira passada que altos funcionários do Governo de George W. Bush frearam os esforços do FBI, do Departamento de Estado e do Pentágono para investigar os fatos.

Segundo fontes governamentais e de organizações de direitos humanos citadas por esse jornal, as investigações sobre a morte de mais de 2.000 prisioneiros de uma prisão de Kunduz, que podem ter sido executados e sepultados em valas comuns, pelas forças do general Abdul Rashid Dostum, foram paralisadas porque este trabalhava com a CIA.

Para Obama, "há responsabilidades que todas as nações têm, inclusive em tempos de guerra".

Leia mais sobre: Afeganistão

    Leia tudo sobre: afeganistãoeuaeua no iraqueobama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG