Obama opta por não tomar meias medidas ante potenciais perigos da gripe suína

O presidente Barack Obama afirmou neste sábado que prefere tomar todas as precauções possíveis ao invés de medidas paliativas diante de uma possível epidemia de gripe A (H1N1), uma vez que se conhece tão pouco a respeito desse vírus.

AFP |

Ao contrário de outras gripes de origem animal, a H1-N1 (denominación formal escolhida pela OMS) é transmitida de pessoa para pessoa o que gera um potencial de epidemia, explicou Obama em seu discurso semanal.

Até agora, a H1N1 não foi tão virulenta ou mortal nos Estados Unidos como no México, mas "não sabemos exatamente por que e essa é a razão pela qual tomamos todas as precauções necessárias, ante a eventualidade de que o vírus assuma uma forma mais grave", afirmou.

"A boa notícia é que se pode vencer a atual cepa do vírus da gripe H1N1 graças a um tratamento antiveral que temos a nossa disposição".

"Só tenho grandes esperanças e as orações mais ardorosas para ver que todas essas precauções e todos esses preparativos serão desnecessários".

"Mas prefiro agir agora antes que hesitar e ter de enfrentar mais tarde as consequências mais graves".

Obama recordou todas as medidas tomadas por seu governo: distribuição de um quarto dos 50 milhões de tratamentos antivirais de reserva dos Estados ameicanos, aquisição de 13 milhões de tratamentos extra para manter a reserva, pedido ao Congresso "por luxo de precaução" de 1,5 bilhão de dólares para comprar antivirais ou desenvolver uma vacina ante a próxima temporada de gripe no outono boreal.

Também evocou campanhas de informação nas escolas e empresas, e o uso de novas tecnologias e sites como Facebook, MySpace e Twitter para informar o público o mais rápido possível.

Além disso, elogiou o governo de seu antecessor, George W. Bush, por ter montado um dispositivo contra a gripe aviária em 2005, fazendo com que tanto o governo federal como o estaduais tivessem planos antigripe.

lal/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG