Obama oferece linha direta a líderes do Leste Europeu

Praga, 9 abr (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ofereceu aos líderes do Leste Europeu o estabelecimento de uma linha telefônica direta para facilitar o diálogo, informou o primeiro-ministro búlgaro, Boiko Borisov.

EFE |

"Obama deseja ouvir de forma direta os conselhos e as opiniões dos Governos dos países da região, porque, como disse, nós estamos no lugar e o conhecemos melhor", disse Borisov à agência Efe em Praga, onde o presidente dos Estados Unidos participou na noite desta quinta de um jantar com onze líderes do antigo bloco comunista da Europa.

O encontro, que aconteceu na embaixada americana em Praga, teve a participação dos líderes de Polônia, Hungria, República Tcheca, Eslováquia, Croácia, Bulgária, Romênia, Estônia, Letônia, Lituânia e Eslovênia.

Pouco depois que Obama assinou um novo acordo de desarmamento nuclear com o presidente russo, Dmitri Medvedev, o líder búlgaro disse que os americanos garantiram aos líderes do Leste Europeu que a aproximação entre Washington e Moscou não será às custas das relações com esta parte do velho continente.

"Parece que a reforma do sistema de saúde dos EUA custou muitos esforços e atenção de Obama, mas após a reforma ter sido aprovada com sucesso, agora ele pode voltar à cooperação transatlântica, tão desejada por nós", ressaltou Borisov. EFE vp/fm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG