Obama nomeia emissária dos EUA para muçulmanos

WASHINGTON - A americana de origem indiana Farah Pandith foi nomeada representante especial dos Estados Unidos para as comunidades muçulmanas, cargo criado com o objetivo de estreitar as relações do país com o mundo islâmico.

EFE |

Pandith, uma muçulmana que emigrou quando criança aos EUA, será encarregada de "executar os esforços da Administração americana para o diálogo" com o mundo muçulmano, indica o Departamento de Estado, em comunicado divulgado na noite de sexta-feira.

"Farah tem anos de experiência neste trabalho e terá um papel de destaque em nossos esforços para dialogar com os muçulmanos de todo o mundo", explicou a secretária de Estado americana, Hillary Clinton.

Até agora, Pandith era assessora para relações com os muçulmanos do subsecretário de Estado para Assuntos Europeus e Euro-asiáticos.

Também trabalhou no Conselho Nacional de Segurança como coordenadora das políticas dos Estados Unidos para os povos muçulmanos e na Agência dos EUA para o Desenvolvimento Internacional em projetos de ajuda para o Iraque, Afeganistão e territórios palestinos.

Pandith, que cresceu em Massachusetts, declarou em várias ocasiões que considera sua experiência pessoal um exemplo de como os imigrantes muçulmanos podem se integrar totalmente na sociedade americana.

Leia mais sobre muçulmanos

    Leia tudo sobre: barack obamahillary clintonmuçulmanos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG