Obama nega que forte oposição seja causada por racismo

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, não acredita que a ferrenha oposição registrada atualmente na política norte-americana esteja relacionada à cor de sua pele, segundo declarações da Casa Branca divulgadas nesta quarta-feira.

AFP |

O porta-voz de Obama, Robert Gibbs, pediu calma depois que o ex-presidente Jimmy Carter afirmou que o racismo estava por trás das manifestações contra Obama.

"O presidente não acredita que as críticas tenham origem na cor de sua pele", afirmou Gibbs.

"Entendemos que as pessoas podem discordar de algumas das decisões que foram tomadas e de algumas das medidas extraordinárias que este governo teve que adotar" devido à crise econômica, disse.

Em uma entrevista concedida à NBC na terça-feira, Carter, que há mais de três décadas foi governador do estado da Geórgia (sul), disse que muitas das críticas feitas a Obama eram causadas pelo racismo.

col/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG