Obama não leva a sério que Ahmadinejad exija desculpas dos EUA

TEERÃ - O presidente Barack Obama afirmou, nesta sexta-feira, que não levou a sério o pedido do presidente iraniano Mahmud Amadinejad para que os Estados Unidos se desculpem por seus comentários sobre as eleições iranianas.

AFP |

"Eu não levei as declarações do sr. Ahmadinejed sobre as desculpas a sério, principalmente pelo fato de que os Estados Unidos não interferiram no processo eleitoral do Irã", afirmou Obama em uma coletiva na Casa Branca.

O presidente Mahmud Ahmadinejad exigiu na quinta-feira que o colega americano parasse de interferir nos assuntos do Irã.

"Espero que você (Obama) evite interferir nos assuntos iranianos e expresse arrependimento de tal forma que o povo iraniano seja informado disso", afirmou Ahmadinejad.

O presidente ultraconservador declarou que a linguagem utilizada por Obama recorda a de seu antecessor George W. Bush e que isto coloca em risco a possibilidade de qualquer diálogo entre os países.

"Vai utilizar esta linguagem com o Irã? Se este for o caso, não haverá nada a falar. Pensa que este comportamento resolveria o problema entre nós? O único resultado seria que o povo o consideraria como alguém similar a Bush", completou Ahmadinejad.

Análises:

Leia também:

Leia mais sobre Irã

    Leia tudo sobre: eleiçõesirãprotesto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG