Obama mostra nova flexibilidade sobre exploração petrolífera em alto mar

Frente às preocupações dos americanos com a disparada dos preços da gasolina, o candidato democrata Barack Obama se mostrou pela primeira vez neste sábado mais flexível sobre a questão da exploração petrolífera em alto mar, dizendo-se aberto à suspensão da moratória sobre esta prática.

AFP |

"O projeto de lei sobre a energia discutido no Congresso contém alguns dos elementos que ressaltei no meu plano para avançar na direção de uma verdadeira independência energética", declarou Obama durante uma entrevista coletiva em Cabo Canaveral, na Flórida (sudeste).

"Ainda tenho minhas reservas sobre a exploração, mas confio nos deputados dos dois partidos (democrata e republicano) para introduzir estas disposições da forma mais prudente e responsável possível", acrescentou.

"Não se trata de uma mudança de posição", sustentou. "Não apoiarei um plano sugerindo que a exploração é a resposta aos nossos problemas energéticos", afirmou.

"Estou aberto a um consenso entre ambas as partes, no qual eu teria que aceitar coisas que não me agradam mas que promoveria mudanças destinadas a nos fazer avançar na direção da independência energética", explicou o senador de Illinois.

"É assim que se governa em uma democracia", sentenciou.

O candidato democrata considerava até então que a suspensão da moratória sobre a exploração petrolífera em alto mar - defendida com unhas e dentes por seu adversário republicano, John McCain - não resolveria a crise energética.

Os preços da gasolina e da energia estão entre as maiores preocupações dos americanos, e constituem um dos temas principais da campanha eleitoral.

chv/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG