Obama modificará as regras de detenção e interrogatório da CIA

O presidente americano, Barack Obama, assinará nesta quinta-feira vários decretos, entre eles um que modificará as regras de detenção e interrogatório da CIA, muito criticada por seus métodos de luta contra o terrorismo, informa a imprensa dos Estados Unidos.

AFP |

Greg Craig, conselheiro jurídico da Casa Branca, conversou na noite de quarta-feira com congressistas republicanos e democratas e "indicou aos membros do Congresso que eles terão vários decretos relativos a Guantánamo" para votar, indica o Washington Post, citando fontes próximas às conversas.

Estas medidas "modificarão as regras de detenção e de interrogatório da CIA, limitarão em todas as instalações americanas do mundo os processos de interrogatório que estão no Manual de terreno do Exército e proibirão a agência (CIA) de deter em segredo supostos terroristas nas prisões de países terceiros", segundo o Post.

Uma fonte da Casa Branca contou que o presidente americano assinará também nesta quinta-feira um decreto que ordena o fechamento da prisão localizada na base naval de Guantánamo (Cuba) dentro de um ano.

A última versão do Manual de terreno do Exército (Army Field Manual) revisada em 2006, proíbe explicitamente técnicas de interrogatório tais como os golpes, a utilização de cachorros para assustar os prisioneiros, o eletrochoque e a simulação de afogamento, considerados tortura pelas organizações de defesa dos direitos humanos.

O New York Times afirmou, por sua vez, que os "decretos encerrarão o programa da CIA que mantém os suspeitos de terrorismo em segredo durante meses ou anos, e proíbe a CIA de utilizar métodos coercivos de interrogatório".

ksh/lm/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG