Obama mantém sanções contra Coreia do Norte

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ampliou por mais um ano a vigência de uma série de sanções econômicas contra a Coreia do Norte, no momento em que cresce a tensão em torno dos programas nuclear e balístico do regime comunista.

AFP |

"A existência e o risco de proliferação de material nuclear para a fabricação de armas na península coreana persiste como ameaça (...) à segurança nacional e à política externa dos Estados Unidos", destacou Obama em um comunicado emitido nesta quarta-feira, dois dias antes do vencimento das atuais sanções.

Em 2008, o então presidente George W. Bush suspendeu uma lei que impedia o comércio com a Coreia do Norte por sua condição de "país inimigo", mas impôs um ano de sanções contra Pyongyang.

Desde então, o vínculo diplomático entre Washington e Pyongyang tem se deteriorado rapidamente, em especial após o teste nuclear realizado pelos norte-coreanos, apesar do acordo sobre o desmantelamento do programa atômico da Coreia do Norte.

sct/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG