Brasília, 11 nov (EFE).- O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, ligou hoje para o chefe de Estado Luiz Inácio Lula da Silva para estreitar relações e elogiar o papel do Brasil na busca por uma solução para a crise global, informaram fontes oficiais.

Na ligação, que durou 15 minutos, Obama agradeceu a Lula pelo seu gesto de felicitação após a vitória nas eleições e destacou a importância do sucesso do plano de desenvolvimento do Brasil e de seus programas sociais, explicaram porta-vozes da Presidência brasileira.

O próximo presidente dos EUA elogiou o papel que o Brasil está tendo no Grupo dos 20 (G20, que reúne países desenvolvidos e emergentes) e sua contribuição na busca por uma solução para crise financeira.

Obama mostrou seu interesse nos programas de desenvolvimento de energias renováveis que estão sendo feitos no Brasil e expressou seu desejo de estreitar relações bilaterais neste campo.

O democrata americano também transmitiu ao presidente brasileiro seu "orgulho" por ter tido em Harvard um professor brasileiro, que agora ocupa uma pasta no gabinete de Lula, Roberto Mangabeira Unger, ministro extraordinário de Assuntos Estratégicos.

Lula comunicou a Obama sua disposição em intensificar as relações comerciais entre os dois países e mostrou seu desejo de que os EUA aprofundem suas relações com a América Latina e que colaborem na reforma das Nações Unidas.

O presidente brasileiro, por sua vez, transmitiu a Obama sua confiança de manter as boas relações que tinha com o Governo George W. Bush e convidou o futuro chefe de Estado a visitar Brasil. Obama respondeu que virá na primeira oportunidade que tiver.

Lula recebeu o telefonema de Obama em Roma, onde hoje começou uma visita oficial que terminará na quinta-feira. EFE ed/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.