O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, iniciou nesta segunda-feira em Ancara as atividades oficiais na Turquia, onde está para uma visita de dois dias que pretende reforçar uma aliança estratégica debilitada pela guerra do Iraque e ligar mais o Ocidente a este país muçulmano.

A viagem começa bem, já que a imprensa turca é só elogios ao discurso de Obama no domingo em Praga, no qual defendeu a adesão da Turquia à União Europeia (UE), que tem a oposição de França e Alemanha.

"Bravo Obama!" é a manchete do jornal Sabah.

Obama visitou o mausoléu do fundador da Turquia, Mustafah Kemal Ataturk (1881-1938), quem em 1923, após o fim do império otomano, proclamou o nascimento de uma república laica.

Depois, o presidente americano seguiu, sob a escolta de 4.000 policiais, ao palácio presidencial, onde foi recebido pelo chefe de Estado turco, Abdulah Gul, e homenageado com uma salva de 24 tiros de canhões.

Obama também se reunirá com o primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan e farpa um discurso no Parlamento.

O presidente americano viaja sem a esposa Michelle, que retornou a Washington depois de ter acompanhado o marido em Praga.

bur-han/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.