Washington, 17 mar (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse hoje que os planos de expansão de colônias judaicas em Jerusalém Oriental são perigosos, mas garantiu que as relações com Israel não estão em crise.

"Acho que a construção de novos assentamentos não ajuda à segurança de Israel. Penso que dificulta a paz com os vizinhos.

Desagrada aos palestinos de tal forma que poderia terminar sendo perigosa", disse Obama ao canal "Fox News".

Segundo o presidente americano, "em algumas ocasiões os amigos têm divergências".

"A situação no Oriente Médio é muito difícil e já disse reiteradamente e volto a dizer: a segurança de Israel é de interesse vital para os EUA e seguiremos garantindo sua segurança", argumentou.

Israel anunciou na semana passada a construção de novos assentamentos no momento em que recebia a visita do vice-presidente dos EUA, Joseph Biden.

Os assentamentos seriam erguidos numa área de Jerusalém que os palestinos consideram sua capital.

O anúncio gerou duras críticas do Governo americano e chegou a ser chamado de insulto por David Axelrod, assessor político da Casa Branca. EFE ojl/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.