O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, apresentou suas condolências ao primeiro-ministro indiano, Manmohan Singh, depois da onda de atentados em Mumbai, e disse estar acompanhando de perto a situação, afirmou neste sábado um funcionário da equipe de transição.

Obama falou por telefone com Singh às 03H30 GMT deste sábado (01H00 de Brasília) para "apresentar suas condolências pelas vítimas dos ataques terroristas de Mumbai e para dizer que o povo indiano está presente em seus pensamentos e orações", disse o funcionário da equipe de transição, que não quis se identificar.

Repetindo uma frase que tem usado com freqüência desde sua vitória eleitoral, em 4 de novembro, Obama disse a Singh que os Estados Unidos ainda têm um presidente em exercício, mas "que vai monitorar de perto a situação".

Obama, que tem recebido constantemente do governo de George W. Bush informações sobre os atentados de Mumbai, assumirá oficialmente a presidência americana em 20 de janeiro.

Comandos indianos resgataram neste sábado um total de 610 pessoas que estavam nos hotéis e no centro judeu de Mumbay invadidos por extremistas islâmicos na noite de quarta-feira. Os ataques terroristas causaram a morte de 195 pessoas, sendo 26 estrangeiras, segundo informações oficiais.

ddl/nh/yw

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.