Obama: EUA não veem assentamentos israelenses como legítimos

NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - Os Estados Unidos não consideram a contínua construção de assentamentos israelenses como legítima, mas crê que chegou o momento de se chegar a uma resolução sobre as conversas entre israelenses e palestinos sem pré-condições, afirmou o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, nesta quarta-feira. Continuamos a pedir que os palestinos acabem com os incitamentos contra Israel e continuamos a enfatizar que os Estados Unidos não aceitam a legitimidade da continuação dos assentamentos israelenses, afirmou Obama em discurso na Assembléia Geral da ONU.

Reuters |

"Chegou o momento de retomar as negociações -- sem pré-condições -- que abordem questões de status permanente: segurança para israelenses e palestinos, fronteiras, refugiados e Jerusalém", explicou.

Separadamente Obama ainda pontuou que os Estados Unidos não permitirão que a al Qaeda lance ataques aéreos a partir de refúgios no Afeganistão ou em qualquer outro país.

(Reportagem de Matt Spetalnick)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG