Obama: EUA estão respondendo agressivamente ao surto de gripe

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou no sábado que o país está respondendo agressivamente à nova gripe H1N1 porque sua propagação entre humanos criou o potencial para uma pandemia. Diferente das várias cepas de gripe animal que surgiram no passado, essa é uma gripe que está passando de humano para humano. Isso cria o potencial para uma pandemia, e é por isso que estamos agindo rápida e agressivamente, disse Obama em seu discurso semanal de rádio.

Reuters |

A gripe suína matou até 101 pessoas no México e contaminou muitas outras, levando o governo a fechar grandes partes do país. O vírus foi identificado em pelo menos 15 países, de acordo com a Organização Mundial de saúde.

A única morte fora do México foi de uma criança mexicana que recebia tratamento no Estado norte-americano do Texas.

Obama resumiu algumas das medidas que sua administração adotou para lidar com o vírus, incluindo recomendar as escolas e creches a fecharem por até duas semanas se houver um caso confirmado e pedir às empresas que permitam que trabalhadores contaminados fiquem afastados por tantos dias quanto necessário.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG