Obama estreia como presidente assinando nomeações

Washington, 20 jan (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, assinou hoje, pouco depois de assumir de forma oficial o Governo, as nomeações de seu Gabinete, com algumas delas já submetidas a um processo de confirmação por parte do Senado.

EFE |

Esse foi o primeiro ato formal de sua Presidência. Os governantes têm normalmente uma margem de 100 dias antes de serem julgados por suas primeiras decisões, mas Obama prometeu atuar com urgência e por isso será provavelmente avaliado desde o primeiro minuto.

A expectativa que recai sobre o presidente eleito é tão grande como o sonho que realizou hoje ao jurar seu cargo como o primeiro presidente afro-americano da história dos EUA.

Suas primeiras iniciativas serão analisadas com grande atenção, porque servirão de indicadores de sua etapa na Casa Branca, segundo analistas.

Em seu primeiro ato como presidente, além de assinar as nomeações de seu Gabinete, designou responsáveis interinos para as agências federais.

Mas para mudar o rumo de um país afligido por duas guerras em aberto e uma grave crise econômica, entre outros problemas, será preciso mais que isso, e o mais provável é que durante os primeiros dias Obama use sua caneta para assinar dezenas de decretos.

No entanto, as decisões mais importantes, como o fechamento da prisão de Guantánamo, a retirada das tropas do Iraque e o novo pacote de fomento à economia necessitarão de tempo para amadurecer e se tornar realidade, segundo advertiu o próprio Obama.

O presidente eleito também sugeriu que esperará o Congresso anular o veto presidencial sobre autorização a pesquisas com células-tronco em vez de reverter mediante decreto a proibição imposta há um ano por George W. Bush.

Obama prometeu que agirá "rápido" nos primeiros dias de seu mandato. Uma de suas primeiras ordens será fazer com que os responsáveis do Pentágono e das Forças Armadas comecem imediatamente a planejar a retirada das tropas do Iraque em um prazo de até 16 meses.

A agenda do presidente eleito também inclui uma reunião com sua equipe econômica para analisar os últimos detalhes do novo pacote de fomento à economia, que pretende ver aprovado o mais rápido possível.

A data fixada até o momento para sua entrada em vigor é 13 de fevereiro.

Em um plano menos político, mas também "vital", Obama, sua esposa, Michelle, e suas filhas Malia, de 10 anos, e Sasha, de 7, começarão imediatamente a redecorar a Casa Branca, lar da família pelos próximos quatro anos. EFE cae/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG