Obama escolhe Arne Duncan como seu secretário de Educação

WASHINGTON - O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, escolheu o diretor do sistema educacional de Chicago, Arne Duncan, como seu secretário de Educação, informou hoje a imprensa local.

EFE |

Obama prevê apresentar Duncan, de 44 anos, em um ato na Academia Dodge Renaissance, uma escola primária de Chicago que os dois visitaram juntos em 2005, informa o "Washington Post".

Duncan foi diretor-executivo do sistema educacional público de Chicago desde 2001 e administrou o terceiro maior distrito educacional dos EUA, que conta com mais de 400 mil estudantes.

O próximo secretário de Educação cresceu no Hyde Park, nas proximidades da casa de Obama, e é amigo pessoal do presidente eleito há muito tempo, já que entre outras coisas jogaram basquete juntos.

AP
Duncan, futuro secretário da Educação
Duncan se formou na Universidade de Harvard, onde liderou a equipe de basquete da instituição, e foi jogador profissional na Austrália entre 1987 e 1991.

Voltou a sua cidade natal para dirigir a Iniciativa de Educação Ariel, que cria oportunidades para jovens no lado sul de Chicago.

Em 1998, Duncan se incorporou ao sistema educacional público de Chicago como diretor-adjunto de Pessoal. Três anos depois o prefeito Richard M. Daley o nomeou diretor-executivo.

A atual secretária de Educação, Margaret Spellings, que visitou Chicago na semana passada para supervisionar o sistema educacional, chamou Duncan em uma entrevista ao "Washington Post" de "um líder educacional realmente bom".

Obama ainda não explicou como pretende melhorar o sistema educacional público, mas prometeu contratar um "Exército de professores", melhorar os testes de qualidade e conceder mais financiamento.

Duncan é conhecido por tomar medidas estritas para reformar as escolas, mas também por manter uma relação respeitosa com os professores e os sindicatos.

Um dos projetos mais recentes e polêmicos de Duncan foi sua proposta de criar a primeira escola preparatória pública para estudantes homossexuais, bissexuais e transgêneros.

Leia mais sobre Obama

    Leia tudo sobre: obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG