Obama enfrenta em Denver o segundo maior ato de sua campanha

Denver (EUA.), 28 ago (EFE) - O discurso que o candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, fará esta noite em Denver será o segundo maior de sua campanha, só atrás do comício em Berlim em julho, onde reuniu 200 mil pessoas.

EFE |

O ato realizado hoje em Denver, e que encerrará a Convenção Democrata, será presenciado por 76 mil pessoas, justamente a capacidade máxima do estádio de futebol americano Invesco.

A organização deste evento requererá um grande esforço econômico, tanto pela logística quanto pela segurança que requer realizar um comício em um espaço aberto.

Na tradição política americana é muito raro que o discurso de aceitação da candidatura se pronuncie em um recinto fora da convenção. O último que fez isso foi John F.Kennedy em 1960, em Los Angeles Colisseum.

O próprio Obama se mostrou, há alguns meses, esperançoso com a idéia de celebrar este ato grande, ao afirmar: "Algumas vezes, nossas convenções não são tão abertas quanto deveriam".

"Para nós, realizar este ato no estádio Invesco é uma oportunidade para poder conectar quase 80 mil pessoas que, de outra forma, não poderiam participar", afirmou.

O ato desta noite é o segundo maior da campanha, depois que essa reuniu em Berlim, na Coluna da Vitória, cerca de 200 mil pessoas durante uma viagem do candidato pela Europa.

O Portão de Brandemburgo foi o local eleito há 21 anos pelo presidente americano Ronald Reagan para pedir ao então governante da União Soviética, Mikhail Gorbachev, que permitisse a queda do muro de Berlim.

Os republicanos transformaram o ato de Berlim em uma arma de ataque, ao considerar que a afluência de simpatizantes se devia mais a que Obama era uma celebridade, do que a um interesse político. EFE pgp/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG