Obama elogia Senado por avanço para reforma na saúde

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, elogiou nesta segunda-feira o Senado americano por ter decidido encerrar o debate sobre a controversa proposta de reforma do setor de saúde, uma das principais promessas de campanha do líder americano. Os senadores americanos aprovaram por volta da 1h da madrugada desta segunda-feira, por 60 votos contra 40, uma moção encerrando o debate.

BBC Brasil |

Com isso, espera-se que o projeto seja aprovado de vez na casa ainda antes do Natal.

"O Senado dos Estados Unidos derrubou uma obstrução que iria bloquear uma votação final a respeito da reforma do sistema de saúde e conseguiu uma grande vitória para o povo americano", afirmou o presidente.

"Ao enfrentar os lobbies, que evitaram a reforma durante décadas (...), o Senado nos aproximou da reforma que faz uma tremenda diferença para famílias, para idosos, para empresas e para o país como um todo."
Redução do déficit
A reforma da saúde enfrenta forte resistência da oposição republicana no Congresso americano.

Caso seja aprovada, será a mudança mais radical no sistema de saúde dos Estados Unidos em décadas e irá fornecer cobertura de saúde a milhões de americanos atualmente fora do sistema.

Obama afirmou também nesta segunda-feira que a lei para reformar o sistema de saúde vai, no longo prazo, reduzir o déficit nas contas públicas. A afirmação do presidente responde às críticas dos republicanos de que a nova legislação proposta pelo presidente sairia cara demais para o governo.

Depois que o Senado votar sua versão do projeto, o texto aprovado terá que ser combinado com outro que já recebeu o aval da Câmara dos Representantes (Deputados).

O texto conjunto deve ser elaborado em janeiro por uma comissão formada por parlamentares das duas Casas e só depois será enviada ao presidente Obama para ser sancionado.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG