Tamanho do texto

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta terça-feira que quer estabelecer com toda a América Latina as relações baseadas em respeito mútuo que mantém com países como o Brasil e o Chile.


Reuters
A crise no Irã foi o principal tema da coletiva de Obama

Obama fala sobre Brasil em entrevista coletiva na Casa Branca

Em entrevista coletiva na Casa Branca, concedida antes de uma reunião com a presidente do Chile, Michelle Bachelet, Obama citou os dois países como exemplo de que a orientação ideológica dos governos  latinos não interfere na relação "de respeito" com os EUA.

"O presidente Lula veio até Washington, e ele tem uma orientação política diferente da de muitos americanos", afirmou Obama. "Ele veio de uma esquerda forte, mas é uma pessoa prática, que fez reformas econômicas inteligentes que levaram prosperidade ao Brasil".

"O bom relacionamento dos EUA com o Brasil e o Chile pode apontar o caminho para outros países da América Latina", disse Obama. "Podemos mostrar que a democracia e o respeito à lei não são apenas parte da agenda americana, mas uma forma inteligente de melhorar a vida das pessoas."

"Há possibilidades enormes de progresso na América Latina", disse Obama ao elogiar em particular a gestão fiscal do Chile, que economizou parte de suas receitas oriundas da venda do cobre durante os anos de altos preços.

Leia mais sobre Barack Obama

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.