Obama elogia aprovação de lei que amplia cobertura médica a crianças

Washington - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, elogiou hoje a aprovação, no Senado, de uma lei que amplia a cobertura médica a 11 milhões de crianças pobres, e reiterou seu compromisso de estender o benefício a todos os americanos.

Redação com EFE |

O Senado aprovou na quinta-feira à noite, por 66 votos a favor e 32 contra, a ampliação de um programa de seguro médico a um total de 11 milhões de crianças de poucos recursos.

A medida tinha sido aprovada pela Câmara de Representantes em 14 de janeiro e, agora, as duas versões têm que ser harmonizadas em processo bicameral antes de ser enviado um texto definitivo à Casa Branca para que o sancione.

"Agrada-me que o Senado tenha se somado à Câmara de Representantes ao aprovar uma legislação bipartidária que fornece seguro de saúde a crianças" de famílias afetadas pela crise econômica, disse Obama em comunicado, no qual também advertiu de que a economia vai de mal a pior.

A ampliação da cobertura médica, sob um programa conhecido pela sigla em inglês SCHIP, "servirá como uma prova do meu compromisso de assegurar que todo americano tenha acesso a uma cobertura de saúde acessível e de qualidade", ressaltou.

A medida, com um custo de pouco mais de US$ 32 bilhões, ampliaria o programa federal de cobertura médica por outros quatro anos e meio e seria financiado principalmente através de um aumento no imposto aos maços de cigarros.

O SCHIP beneficia famílias que não são suficientemente pobres para receber subsídios do Governo, mas também não têm dinheiro suficiente para pagar um plano de saúde privado.

Atualmente, 7,4 milhões de crianças estão amparadas pelo programa, criado em 1997 e que concede fundos aos Governos estaduais para que, por sua vez, melhorem a cobertura médica da população de poucos recursos.

Leia mais sobre Obama

    Leia tudo sobre: obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG