Obama e Sarkozy defendem envio de tropas adicionais ao Afeganistão

Paris, 25 jul (EFE).- O candidato democrata à Presidência americana, Barack Obama, disse hoje que os Estados Unidos devem enviar pelo menos duas brigadas adicionais ao Afeganistão, e agradeceu ao presidente francês, Nicolas Sarkozy, por sua decisão de mandar mais tropas ao país.

EFE |

"O Afeganistão é uma guerra que temos que ganhar, não há alternativa", ressaltou Obama, em Paris, em entrevista coletiva conjunta com Sarkozy ao término de um encontro de pouco mais de uma hora.

Perguntado sobre quantas tropas adicionais os aliados dos Estados Unidos teriam que enviar ao Afeganistão, o candidato democrata respondeu que, em primeiro lugar, seu país teria que reforçar sua presença com pelo menos duas brigadas suplementares.

"Depois serão os aliados da Otan que deverão decidir sua contribuição", acrescentou Obama, que disse estar "muito agradecido pela presença de tropas francesas" no país e pelo anúncio de Sarkozy de que enviará mais homens.

A esse respeito, o chefe do Estado francês assinalou que "aumentar os efetivos da França no Afeganistão é uma decisão estratégica", sobre a qual disse ter "refletido muito".

"Estamos no Afeganistão para fazer triunfar os valores dos direitos humanos e impedir a volta dos talibãs, que impediram a escolarização de seis milhões de meninas e apedrejavam mulheres acusadas de adultério", argumentou Sarkozy.

"Guerras nunca são fáceis, mas a que se trava no Afeganistão tem que ser ganha", afirmou Obama, que contou que, durante sua visita ao país, esta semana, confirmou sua impressão de que "a situação no terreno está piorando".

Ele contrastou este fato com a impressão obtida em sua passagem pelo Iraque, onde "a situação melhorou" e o Governo iraquiano "está pronto para assumir mais responsabilidades". EFE ac/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG