Obama e Medvedev assinarão declaração sobre redução nuclear

MOSCOU (Reuters) - Os presidentes russo, Dmitry Medvedev, e norte-americano, Barack Obama, assinarão uma declaração na próxima semana, comprometendo-se em conversar para reduzir seus arsenais nucleares, afirmou neste sábado um assessor do Kremlin. Os dois líderes também assinarão um documento sobre as relações EUA-Rússia em geral durante um encontro em Londres, afirmou a repórteres Sergei Prikhodko, assessor do presidente Dmitry Medvedev.

Reuters |

"Procuraremos acertar os termos e uma agenda de trabalhos para um acordo que substituirá o tratado START, para que em nosso próximo encontro possamos alcançar nossos primeiros acordos concretos e concluir todo o nosso trabalho até o fim deste ano", afirmou Prikhodko.

Autoridades russas afirmaram que chegar a um acordo que sucederá o Tratado Estratégico de Redução de Armas (START 1), que deve expirar em dezembro de 2009, é uma prioridade nas relações com a nova administração norte-americana.

O START 1, assinado em julho de 1991 pelos então presidentes norte-americano, George Bush, e soviético, Mikhail Gorbachev, levou à maior redução bilateral de arsenal nuclear da história.

Ele foi resultado de quase uma década de conversas entre EUA e União Soviética nos anos finais da Guerra Fria. Na época do acordo, os norte-americanos haviam desenvolvido maneiras mais sofisticadas de lançar ogivas nucleares, mas os soviéticos tinham um arsenal maior.

(Reportagem de Simon Shuster)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG