Obama e Medvedev abrem em Praga um novo capítulo do desarmamento nuclear

Os presidentes dos Estados Unidos, Barack Obama, e da Rússia, Dmitri Medvedev, assinaram nesta quinta-feira, em Praga, o novo tratado Start (acrônimo para Tratado de Redução de Armas Estratégicas) sobre a redução de seus arsenais nucleares, o mais significativo acordo entre os dois países em 20 anos.

iG São Paulo |

O novo tratado Start, que substitui o acordo firmado em 1991 que expirou em 5 de dezembro de 2009, estabelece que a redução dos arsenais ocorrerá ao longo de sete anos e cada parte limitará o seu número de ogivas nucleares a 1.550. O novo teto é cerca de 30% menor que o de 2,2 mil ogivas previsto pelo acordo antigo de redução nuclear russo-americano.

Rússia e Estados Unidos também se comprometeram a limitar a 700 o número de mísseis balísticos capazes de levar as ogivas nucleares. Atualmente, os EUA possuem 798 desses artefatos, enquanto a Rússia tem 566, menos que o limite.

O novo acordo agora deverá ser ratificado pelos Parlamentos dos dois países.


Obama e Medvedev assinaram o acordo nesta manhã em Praga / AFP

Para os dois líderes, a assinatura desse acordo é a pedra angular da reativação das relações entre russos e americanos, fortemente deterioradas durante a administração de George W. Bush. O novo tratado reduz o número de ogivas nucleares que cada país possui a 1.550.

"Importante marco"

Em uma cerimônia no Castelo de Praga, sede do governo checo, Obama disse que EUA e Rússia detêm cerca de 90% do poder nuclear mundial. Ele elogiou o que chamou de "liderança extraordinária" de Medvedev em promover o acordo.

Para Obama, o tratado é um "importante marco" na questão da não-proliferação nuclear, mas apenas "um passo em uma jornada mais longa" para reduzir a ameaça das armas atômicas.

Falando após Obama, Medvedev se referiu diversas vezes aos "parceiros americanos" da Rússia. Ele disse que o tratado abre as portas para "um maior nível de cooperação entre a Rússia e os EUA".

"Esta é uma situação em que ambos saem ganhando. Ninguém perde com este acordo. Esta é uma qualidade típica das nossas iniciativas de cooperação", disse Medevev. "Toda a comunidade mundial ganhou", completou.

A cerimônia, realizada no "Salão Espanhol" do Castelo de Praga, foi antecedida por uma reunião bilateral dos dois chefes de Estado.


Obama e Medvedev participaram de reunião bilateral em Praga / Reuters

"Novo grau de confiança"

De acordo com o chanceler russo, Serguei Lavrov, a assinatura do novo Star "ilustra o novo grau de confiança" entre os dois antigos adversários da Guerra Fria. Mas Lavrov advertiu que seu país se reserva o direito de se retirar do novo tratado de desarmamento se o escudo antimísseis americano ameaçar seu potencial nuclear.

"A Rússia terá o direito de deixar o tratado Start se o desenvolvimento quantitativo e qualitativo do potencial de defesa antimísseis dos Estados Unidos começar a pesar sobre a eficácia das forças nucleares estratégicas", ressaltou o ministro.

Esse assunto comprometeu gravemente as relações entre russos e americanos durante muitos anos. Washington congelou em setembro um projeto de escudo antimísseis, muito criticado pela Rússia, mas Moscou assegura que manterá "sérios interrogações" sobre seus novos planos.

Segurança

Cerca de 5 mil policiais foram mobilizados em Praga desde quarta-feira, segundo o chefe da Polícia tcheca, Oldrich Martinu. "Praga, o Castelo de Praga e as residências dos embaixadores americano e russo estarão entre os lugares mais seguros do mundo", afirmou Martinu na terça-feira.

O Exército participa no dispositivo de segurança com especialistas em proteção química, biológica e nuclear, segundo a agência de notícias CTK.

Leia mais sobre segurança nuclear

    Leia tudo sobre: segurança nuclear

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG