Obama é induzido ao erro ao recitar seu juramento

Barack Obama cometeu um deslize menor ao recitar seu juramento de posse nesta terça-feira, induzido ao erro pelo presidente da Corte Suprema que se enganou ao declamar o texto previsto pela Constituição dos Estados Unidos.

AFP |

"Eu, Barack Hussein Obama, juro solenemente cumprir as funções de presidente dos Estados Unidos fielmente e, na medida do possível, proteger e defender a Constituição dos Estados Unidos", declarou o 44º presidente, repetindo as palavras pronunciadas pelo presidente da Corte Suprema, John Roberts.

Porém, Robert cometeu um pequeno deslize ao falar "fielmente" depois de "presidente dos Estados Unidos".

Parecendo constatar a gafe, Obama parou de falar durante alguns segundos, antes de Roberts repetir o trecho da frase, errando novamente. O novo presidente teve então de acatar o erro cometido duas vezes pelo presidente da Corte Suprema.

Questionado pela AFP, o professor de direito constitucional Jeffrey Rosen garantiu que o deslize de Roberts não afeta de nenhuma forma a validade da posse de Obama.

Durante o almoço que seguiu a cerimônia, Roberts pareceu pedir desculpas a Obama, que riu e apertou sua mão.

jit/yw/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG