Obama e Hu expressam desejo de maior cooperação entre EUA e China

NOVA YORK - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e seu colega chinês, Hu Jintao, expressaram nesta terça-feira, durante uma reunião bilateral paralela à Assembleia Geral da ONU, o desejo comum de promover uma maior cooperação entre os dois países.

EFE |

Reuters
Obama e Jintao se cumprimentam durante encontro

Obama e Jintao se cumprimentam durante encontro

Obama lembrou que deve visitar a China em novembro, durante uma viagem que o levará também à cúpula da Cooperação Econômica da Ásia e do Pacífico (Apec, na sigla em inglês) em Cingapura.

Já Hu declarou que "a relação segue pelo bom caminho" e disse que seu país "quer colaborar com os EUA em assuntos delicados". "Precisamos fazer com que nossa relação seja mais dinâmica e efetiva", declarou o presidente americano.

Há dez dias, o governo americano anunciou a imposição de tarifas de 35% sobre pneus fabricados na China, medida que causou um grande mal-estar em Pequim. As autoridades chinesas encaminharam a medida dos EUA à Organização Mundial do Comércio (OMC).

Em declarações à imprensa após a reunião, um integrante do alto escalão dos EUA que falou sob a condição de anonimato relatou que Hu expressou a Obama sua preocupação sobre o assunto.

O presidente americano ressaltou que seu país continua comprometido com o livre comércio e que a medida não deveria ser vista como um exemplo de sua política, mas como uma "exceção".

A imposição de tarifas ocorre quando os EUA procuram a ajuda da China para progredir nas negociações internacionais sobre meio ambiente e os programas nucleares do Irã e da Coreia do Norte, entre outros assuntos.

Obama e Hu discursaram nesta terça-feira na cúpula da ONU sobre mudança climática. O presidente chinês prometeu cortes "notáveis" de emissões, mas não ofereceu números concretos. Seu colega americano, por sua vez, pediu cooperação internacional para combater o problema e evitar uma "catástrofe irreversível".

Na quinta-feira, o presidente americano deve presidir uma reunião do Conselho de Segurança da ONU dedicada à luta contra a proliferação nuclear. Na quarta, ele se reúne com o presidente russo, Dmitri Medvedev.

Leia mais sobre Barack Obama

    Leia tudo sobre: euajapãoobama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG