Obama e Hillary têm novo encontro com seu destino

Indiana (norte) e Carolina do Norte (sudeste) votam nesta terça-feira em primárias consideradas decisivas para os pré-candidatos democratas à Casa Branca, Barack Obama e Hillary Clinton.

AFP |

Os primeiros locais de votação foram abertos às 06H00 locais (07h00 de Brasília) em Indiana e 07h00 (08h00) na Carolina do Norte.

O tempo está ensolarado em Indiana e muitas pessoas já foram votar.

"Cerca de meia hora após a abertura da votação, havia mais eleitores do que registramos habitualmente ao meio-dia", assinalou Cordellia Lewis-Burkes, mesária da sessão que funciona no Museu das crianças.

Betty Munden, um agente de seguros de 50 anos, diz ter votado em Hillary. "Sabemos o que esperar dela", diz. Keith Saunders, 48 anos, preferiu Obama. "Experiência é bom, mas ser capaz de tomar boas decisões, é raro", explica.

Obama passou a manhã em Indianápolis, cumprimentando eleitores em cafés e restaurantes. "Será bastante apertado", afirmou. O senador por Illinois deve deixar Indiana no início da tarde, rumo a Carolin do Norte.

Qualquer que seja o resultado das primárias nesses dois Estados, nenhum dos candidatos democratas terá delegados suficientes para obter a indicação. Contudo, uma vitória ou derrota poderá convencer os disputados "super delegados".

Por sua vez, o ex-candidato à indicação democrata John Edwards anunciou que não irá apoiar nenhum dos antigos rivais.

Na noite de segunda, em seu último grande comício no centro de Indianápolis, Barack Obama perdeu as luzes dos holofotes para o rei do groove e lenda do black music Stevie Wonder, que cantou para os 21.000 espectadores reunidos ao ar livre, sob chuva, as sílabas "ba-rack-o-ba-ma", antes de iniciar sucessos como "Signed, Sealed, Delivered I' m Yours".

A questão do imposto sobre a gasolina dominou largamente a campanha das primárias da Carolina do Norte e em Indiana. Hillary é a favor de uma supressão desta taxa, enquanto Obama é contra.

Num momento em que o barril vem sendo cotado a mais de 120 dólares em Nova York, Hillary também criticou a Organização dos países produtores de petróleo (OPEP). "Não é um mercado, é um monopólio. Eles decidem quanto produzir e qual o preço", disse.

Grande favorita da corrida à indicação democrata no início das primárias, e seguidamente apontada para uma derrota anunciada, após as vitórias de Obama, Hillary retornou espetacularmente ao jogo político, vencendo nas últimas semanas em Ohio e Pensilvânia.

As pesquisas atribuem uma sensível vantagem de Obama na Carolina do Norte, enquanto Hillary é favorita em Indiana.

Nas primárias estão em disputa 72 delegados em Indiana e 115 na Carolina do Norte. De acordo com o site independente RealClearPolitics, Obama dispõe atualmente de 1.747 delegados contra 1.608 para Hillary. São necessários 2.025 delegados para obter a indicação.

aje/fb/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG