risco - Mundo - iG" /

Obama diz que vitória de McCain colocaria os EUA em risco

O candidato do Partido Democrata à Presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou nesta quarta-feira que a eventual eleição de seu rival, o republicano John McCain, vai arriscar a segurança dos EUA. Segundo ele, o próximo presidente vai enfrentar testes na área da segurança por causa das políticas ruins do presidente George W.

BBC Brasil |

Bush.

As declarações de Obama são uma resposta às afirmações de McCain nos últimos dias de que os "EUA não podem ter um presidente que ainda vai ser testado". " Eu já fui testado várias vezes", tem dito McCain em eventos de sua campanha.

As provocações de McCain vieram depois de o vice de Obama, Joe Biden, ter declarado no final de semana que o democrata poderia enfrentar "uma grande crise internacional para testá-lo". Biden tentava comparar Obama ao presidente John Kennedy na crise da Baía dos Porcos.

Em ataques diretos ao rival, Obama disse a repórteres que o republicano "muitas vezes faz floreios retóricos".

"O seu ponto principal é de que o próximo governo dos EUA será testado, não importa quem vença as eleições. Mas a questão é se o novo presidente vai enfrentar estes testes levando a América em uma nova direção, mandando ao mundo um sinal claro de que estamos longe da arrogância, do unilateralismo e da ideologia".

Obama também acusou McCain de querer "continuar as políticas que colocaram os EUA na crise econômica e colocaram a segurança nacional em risco".

A campanha de McCain respondeu às declarações de Obama, acusando-o de não estar preparado para liderar.

"Joe Biden garantiu que haverá uma crise se Obama for eleito, um sorriso para as câmeras não vai diminuir o risco da vitória de Obama", disse Tucker Bounds, um dos assessores de McCain.

Joe, o investidor
Obama também respondeu a outras acusações da campanha de McCain, que tem chamado seu plano econômico de "socialista".

"John McCain era um socialista em 2000?", disse, referindo-se ao fato de o republicano ter se oposto ao plano de corte de impostos do presidente Bush.

"Jonh McCain não está lutando por Joe, o encanador, mas por Joe, o administrador de um grande fundo de ações".

As últimas pesquisas de opinião apontam que Obama lidera na preferência do eleitorado para as eleições de 4 de novembro.

Uma pesquisa da rede NBC e do Wall Street Jornal indicam que Obama tem 52% da preferência, contra 42% de McCain.

Já uma pesquisa do instituto Gallup mostra Obama liderando por 52%, enquanto McCain tem a preferência de 44% dos eleitores entrevistados.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG