O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou nesta quarta-feira que o terremoto que atingiu o Haiti na terça-feira foi uma tragédia cruel e incompreensível e prometeu ajuda ao país.

AP
Obama faz pronunciamento sobre situação no Haiti

Obama faz pronunciamento sobre situação no Haiti

Em pronunciamento na Casa Branca, o presidente americano disse que os Estados Unidos serão um "amigo e parceiro" dos haitianos e farão um esforço "agressivo" para trabalhar no resgate de vítimas e entregar comida, água e remédios à população.

Segundo Obama, equipes de ajuda humanitária dos Estados da Flórida, Virgínia e Califórnia chegarão ao Haiti nesta quarta-feira e na quinta-feira, já que "as primeiras horas e dias são cruciais para salvar vidas". Outros profissionais já estão sendo preparados e, segundo Obama, os EUA trabalharão em conjunto com ONGs, com a missão de paz da ONU e parceiros na região e no mundo.

O presidente ainda estimulou os americanos a fazerem doações aos haitianos por meio do site da Casa Branca , apesar das dificuldades econômicas dos EUA. "Tragédias como essa nos lembram da humanidade que une todos nós", disse Obama. "Precisamos estar ao lado dos haitianos nesse momento de necessidade".

Terremoto devastador

O forte terremoto de 7 graus na escala Richter que atingiu o Haiti na tarde da última terça-feira foi o tremor mais forte a afetar o país nos últimos 200 anos. Em um espaço de um minuto, o terremoto destruiu diversos edifícios e interrompeu os serviços de energia e telefonia do país. Estima-se que centenas de pessoas tenham morrido, mas dados oficiais ainda não foram divulgados.


Palácio presidencial não resistiu ao terremoto e desabou / EFE

O terremoto provocou o desabamento do palácio presidencial, de favelas da capital, Porto Príncipe, e centenas de edificações na região. Um prédio de cinco andares usado pela Organização das Nações Unidas (ONU) também desabou na terça-feira por conta do tremor.

O embaixador do Haiti nos Estados Unidos, Raymond Joseph, disse que as sedes do palácio presidencial, da Receita Federal, do Ministério do Comércio e do Ministério das Relações Exteriores sofreram danos provocados pelo tremor, mas que o aeroporto da capital estava intacto. Segundo ele, o presidente René Preval escapou ileso do terremoto.

As informações sobre vítimas e danos são divulgadas de forma desorganizada por conta de problemas de comunicação no país. Como país mais pobre das Américas , o Haiti não tem equipamentos suficientes para lidar com esse tipo de desastre.

Leia também:


Leia mais sobre terremoto

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.