Obama diz que reforma na saúde não é luxo

Washington, 2 jun (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou hoje que a reforma de saúde para reduzir os custos e ampliar a cobertura a todos os americanos não é um luxo e que os senadores democratas prometeram aprová-la ainda este ano.

EFE |

A reforma no setor de saúde "não é um luxo, é uma necessidade", disse Obama minutos antes de se reunir com senadores democratas para analisar o panorama político do assunto.

Segundo o líder americano, antes do recesso legislativo de agosto próximo, o Congresso tem uma "janela" crítica para iniciar o debate sobre a reforma, com o objetivo de submetê-la à votação antes do fim de ano.

Para Obama, o Congresso tem que atuar rápido porque o alto custo do cuidado médico é insustentável para as famílias, os negócios e os Governos estaduais.

A reforma de saúde para reduzir os custos médicos, ampliar a cobertura a todos os americanos e permitir que cada um escolha livremente seus médicos e planos de saúde, foi uma das promessas eleitorais de Obama no ano passado e é uma de suas prioridades legislativas. EFE mp/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG