Obama diz que PIB do 2º trimestre deve ter retração menor

Washington, 30 jul (EFE).- Os números do Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre do ano nos Estados Unidos, que serão divulgados amanhã, mostrarão uma nova contração da atividade econômica, porém menor que nos três meses anteriores, disse hoje o presidente Barack Obama.

EFE |

Em declarações à imprensa após uma reunião com a presidente filipina, Gloria Macapagal Arroyo, Obama afirmou que "se considerado o consenso atual entre os economistas, se confirma uma suavização significativa da contração econômica nos últimos meses".

"Estávamos em uma posição onde podíamos entrar em uma grande depressão econômica, mas acho que já não é mais o caso", explicou Obama.

"Nos afastamos do precipício", afirmou o presidente, da mesma forma que fez em seus últimos discursos públicos sobre o desempenho da economia.

Mesmo assim, admitiu que o Produto Interno Bruto (PIB) "voltará a mostrar uma contração no segundo trimestre, já que as perdas de emprego seguem sendo um enorme problema".

"Não descansaremos até que não só vejamos melhoras nos indicadores técnicos como o PIB, mas também no emprego", prometeu, antes de frisar que isso "pode levar um tempo ainda".

Vários analistas consideram que a economia teve retração de perto de 1,5 % no segundo trimestre de 2009, um número que, apesar de mostrar recuo, supõe uma grande melhora em relação à média de 5,9% dos seis meses anteriores. EFE mv/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG