Washington - O senador democrata Barack Obama alcançou hoje em Kentucky, apesar da grande http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/05/20/hillary_clinton_ganha_primaria_no_kentucky_com_ampla_vantagem_1320762.html target=_topderrota que sofreu para Hillary Clinton, os delegados de que precisava para obter a maioria dos delegados do Partido Democratas escolhidos nas urnas.

Segundo as TVs americanas, Obama ganhou nesta terça-feira a primária do Oregon. De acordo com as projeções das TVs, o senador por Illinois venceu Hillary Clinton neste Estado do noroeste, que concede 52 delegados à convenção democrata.

A conquista da maioria dos delegados, possível graças ao sistema proporcional de divisão de delegados adotado pela legenda, ajudará o pré-candidato a convencer a elite do partido de que ele é o nome mais indicado para enfrentar o senador John McCain nas eleições de 4 de novembro.

Com a votação de hoje, o senador por Illinois assegurou o apoio de pelo menos 1.627 dos 3.253 delegados que participarão da convenção que o Partido Democrata realizará em agosto em Denver (Colorado).

"As urnas estão fechadas no Kentucky e os votos estão sendo contados no Oregon. Está claro que esta noite chegamos a um grande momento nesta aventura", disse Obama em uma mensagem enviada a seus seguidores. "Conquistamos a maioria absoluta de todos os delegados eleitos pelo povo neste processo de primárias democratas", completou.

O objetivo de Obama era conquistar a maioria absoluta dos delegados nestas duas primárias. No Kentucky estavam em jogo 51 delegados, e no Oregon, 52.

De acordo com o site independente RealClearPolitics (RCP), o senador por Illinois tinha antes das primárias de hoje 1.610 delegados, contra 1.443 para Hillary Clinton. No total, 3.253 delegados comuns participarão da Convenção democrata, entre os dias 25 e 28 de agosto.

Com 1.627 delegados, Obama não poderá mais ser superado por Hillary, independentemente do resultado das três últimas primárias democratas.

No entanto, mesmo com a maioria dos delegados comuns, Obama não garante a indicação, já que cerca de 800 "superdelegados" também participarão da Convenção e, ao contrário dos delegados simples, são livres para escolher até o último momento.

Segundo o RCP, Obama tem atualmentee 303 "superdelegados", contra 278 para Hillary. A senadora de Nova York ainda espera convencer estes "superdelegados" de que ela é a candidata que tem mais chances de derrotar o republicano John McCain em novembro.

Leia também:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.