Obama diz que EUA não podem permitir quebra das automobilísticas

Washington, 11 dez (EFE).- O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou hoje que o país não pode se permitir a quebra das principais empresas automobilísticas.

EFE |

Em entrevista coletiva, em Chicago, para anunciar a nomeação de Tom Daschle como seu secretário de Saúde Pública, Obama disse que o conjunto de medidas que está sendo debatido no Congresso para resgatar a General Motors, a Chrysler e a Ford é necessário, mas, ao mesmo tempo, é preciso garantir "os interesses dos contribuintes".

EFE mv/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG