Obama diz que EUA buscarão sanções agressivas contra o Irã

WASHINGTON (Reuters) - O presidente Barack Obama afirmou que os Estados Unidos vão buscar sanções agressivas para impedir que o Irã possua armas nucleares que poderiam acelerar uma corrida nuclear no Oriente Médio. Obama, que no início do governo tinha estabelecido como meta de sua política externa conseguir estabelecer um diálogo com o Irã, disse que conseguiu o apoio da comunidade internacional para isolar o governo de Teerã.

Reuters |

"Como nós temos visto, o governo iraniano está mais preocupado em impedir seu povo de exercer a democracia e os direitos humanos do que tentar resolver esse problema (do programa nuclear) diplomaticamente", disse Obama em entrevista ao canal Fox News na quarta-feira.

"É por isso que vamos atrás de sanções agressivas. Não tiramos nenhuma proposta da mesa. Vamos continuar pressionando", disse Obama.

O Irã nega que deseja construir uma bomba atômica e afirma que seu programa nuclear tem como objetivo gerar eletricidade.

Obama disse que impedir o Irã de construir um arsenal nuclear era uma das maiores prioridades de seu governo.

"É um problema difícil, mas é um problemas que nós precisamos resolver porque, se o Irã tiver uma arma nuclear, então você teria uma corrida por armas nucleares no Oriente Médico e isso seria muito perigoso para a nossa segurança nacional", afirmou o presidente.

(Reportagem de Jeff Mason e Deborah Charles)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG