KAILUA, Havaí (Reuters) - O presidente norte-americano, Barack Obama, disse que os Estados Unidos defendem os manifestantes no Irã cuja luta pela justiça tem sido repreendida com o punho de ferro da brutalidade de Teerã. Os EUA se juntam à comunidade internacional ao condenar fortemente a repressão violenta e injusta de cidadãos iranianos inocentes, disse Obama, interrompendo suas férias de fim de ano.

Durante o discurso, ele também garantiu aos norte-americanos que seu governo está fazendo o possível para assegurar a segurança aérea após um nigeriano ter entrado com explosivos em um voo que ia de Amsterdã para Detroit no dia de Natal.

(Reportagem de Sue Pleming)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.