Obama diz que cumpre promessa e Guerra do Iraque está acabando

Presidente dos EUA afirma que Iraque pode "desenhar sua própria trajetória"

Reuters |

VINEYARD HAVEN, EUA - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse neste sábado que o Iraque pode "desenhar sua própria trajetória" e falou aos norte-americanos que a retirada das tropas dos Estados Unidos do país o ajuda a cumprir uma promessa que fez durante a campanha presidencial de 2008.

Obama, que está passando férias na ilha de Martha's Vineyard, no Estado de Massachusetts, declarou em seu discurso semanal na rádio e Internet que "a guerra está acabando" e prometeu cuidar das tropas que estão retornando aos EUA.

Os militares norte-americanos recentemente diminuíram seu contingente no Iraque para menos de 50 mil soldados, ajudando a cumprir a promessa de Obama de encerrar a guerra lançada há sete anos e meio pelo seu antecessor, o republicano George W. Bush.

Os comentários de Obama neste sábado podem ser uma prévia de um raro discurso presidencial na televisão, que ele planeja levar ao ar na noite de terça-feira, do Salão Oval da Casa Branca, sobre a retirada das tropas.

"Na terça-feira, depois de mais de sete anos, os Estados Unidos da América encerrarão sua missão de combate no Iraque e darão um importante passo adiante acabando responsavelmente com a Guerra no Iraque", disse Obama. "Como candidato a este gabinete, eu prometi que encerraria essa guerra. Como presidente, é o que estou fazendo."

A Casa Branca está tentando enfatizar os feitos de Obama antes das eleições de novembro, para ajudar os Democratas, que devem perder assentos no Parlamento e possivelmente as maiorias em ambas as esferas do Congresso.

Com o crescimento econômico desacelerando e o desemprego ainda perto de dois dígitos, a Casa Branca espera que o cumprimento da promessa na política externa ajudará a compensar os problemas econômicos na mente dos eleitores.

Obama afirmou que os EUA levou de volta ao país mais de 90 mil soldados desde que ele se tornou presidente, e que os iraquianos assumiram o comando das operações de segurança em muitas regiões do país.

"Nos próximos meses, nossas tropas continuarão apoiando e treinando as forças iraquianas, realizando com os iraquianos missões de contraterrorismo e protegendo nossos esforços civis e militares", disse.

"Mas o fim é isso: a guerra está acabando. Como qualquer soberana e independente nação, o Iraque está livre para desenhar a sua própria trajetória. E, até o final do próximo ano, todos os nossos soldados estarão em casa", completou.

Obama realçou medidas que sua administração está tomando para ajudar veteranos de guerra e exortou os norte-americanos a demonstrar sua gratidão para os soldados que retornam.

(Jeff Mason)

    Leia tudo sobre: OBAMAguerra do iraque

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG