não é só de Wall Street , mas de todo o país - Mundo - iG" /

Obama diz que crise não é só de Wall Street , mas de todo o país

Washington, 1º out (EFE).- O candidato democrata à Casa Branca, Barack Obama, pediu hoje ao Senado que aprove o pacote do Governo para ajudar o sistema financeiro, ao advertir que a crise não é só de Wall Street, mas uma crise americana.

EFE |

"Estamos em uma situação muito perigosa, na qual as instituições financeiras em todo o país estão com medo de emprestar dinheiro (...). Isso significa que se não atuarmos será mais difícil para os americanos" obterem empréstimos, declarou Obama no Senado, horas antes da votação do plano.

Em sua intervenção no plenário da casa, Obama pintou um cenário no qual a crise financeira teria um efeito dominó em toda a economia nacional: se as empresas não conseguirem empréstimos, não conseguirão pagar seus empregados; se estes forem demitidos, não conseguirão pagar suas contas.

"Pode ser que vejamos o fechamento de milhares de empresas e a perda de milhões de empregos, o que seria seguido por uma longa e dolorosa recessão. Em outras palavras, esta não é só uma crise de Wall Street, é uma crise americana", declarou o senador por Illinois.

Obama disse entender a resistência de muitos legisladores ao pacote, mas destacou que a versão do texto levada ao Senado, embora não seja perfeita, inclui garantias aos contribuintes.

O candidato democrata acrescentou que o tempo é um fator de pressão e que os americanos "não podem se dar ao luxo de correr o risco de ver a economia dos Estados Unidos e, conseqüentemente, a economia mundial se afundar em um buraco muito, muito fundo".

Tanto Obama como seu adversário republicano, John McCain, retornaram a Washington para a votação desta noite. EFE mp/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG