Obama diz que condições no Haiti permanecem terríveis

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta quarta-feira que as condições no Haiti pós-terremoto permanecem terríveis e prometeu que os EUA serão um parceiro de confiança nos esforços para a reconstrução do país. Falando na Casa Branca após um encontro com o presidente do Haiti, René Préval, Obama disse que apenas uma resposta global à crise do país ajudaria na sua recuperação.

Reuters |

"A situação no local permanece terrível e as pessoas deveriam não ter ilusões de que a crise acabou", afirmou Obama, ao lado de Préval.

Obama disse que muitos haitianos ainda necessitam desesperadamente de abrigo, comida e medicamentos -- situação que deve se agravar com o início da temporada das chuvas.

"O desafio agora é evitar um segundo desastre e é por isso que neste momento milhares de americanos, tanto civis como militares, permanecem no local a convite do governo haitiano", afirmou.

Obama não propôs nenhuma quantia para uma futura ajuda financeira dos EUA ao Haiti. A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, afirmou na terça-feira que os EUA já colocaram cerca de 700 milhões de dólares nos esforços de reconstrução do Haiti.

Préval elogiou a velocidade e o tamanho da resposta internacional ao desastre e expressou gratidão a Obama por fazer do esforço de resgate dos EUA uma prioridade.

(Reportagem de Jeff Mason)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG