Obama diz que a economia vai piorar antes de começar a se recuperar

O futuro presidente americano, Barack Obama, tentou reduzir neste sábado as expectativas sobre seu próximo governo, advertindo que é provável que a crise econômica se agrave mais ainda antes de começar a se recuperar.

AFP |

No entanto, manifestou confiança em que os americanos vão superar as atuais dificuldades.

"A recuperação não ocorrerá da noite para o dia e é provável que as coisas piorem antes de melhorarem", disse Obama, em seu programa semana de rádio. "E tenho confiança em que, se nos unirmos, superaremos os desafios de nosso tempo e escreveremos um novo grande capítulo de nossa história", disse.

Os comentários de Obama foram feitos antes da divulgação dos dados oficiais na sexta-feira sobre o desemprego no país, que ficou em 7,2% e foi o mais alto dos últimos 16 anos, com 524.000 postos de trabalho perdidos em dezembro.

Obama disse que um relatório preparado por uma equipe de economistas que trabalha para ele mostrou que seu plano de recuperação ajudará a conservar entre 3 e 4 milhões de empregos, 90% dos quais no setor privado.

Cerca de meio milhão desses empregos serão criados, segundo Obama, graças aos investimentos no setor de energias alternativas nos próximos três anos.

"Se nada for feito, esta recessão pode durar anos", destacou, pedindo ao Congresso e aos cidadãos, a dez dias de assumir o poder, para que apóiem seu planto de retomada, de 775 bilhões de dólares.

mk/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG