Obama diz o que quer de candidato para a Corte Suprema dos EUA

Washington, 23 mai (EFE).- O presidente americano, Barack Obama, disse procurar um candidato para a Corte Suprema dos Estados Unidos que esteja em contato com a realidade e seja capaz de se colocar no lugar do outro, falou o chefe de Estado em uma entrevista ao canal de televisão C-SPAN divulgada hoje.

EFE |

"Quero alguém que tenha capacidade intelectual, mas também empatia e tenha um sentido prático de como o mundo funciona", declarou Obama, que passa este final de semana na casa de campo oficial americana, em Camp David.

O presidente pode fazer a nomeação já nesta terça-feira. A próxima segunda-feira, a última de maio, é feriado nos EUA por ocasião do Memorial Day, dia em que o país lembra os que morreram em serviço militar.

Obama disse não se sentir pressionado pela necessidade de escolher um juiz para a Corte Suprema e assegurou que anunciará "em breve" o substituto do magistrado David Souter, que se aposentará em junho.

A seleção dos membros do Supremo, que ocupam o posto de forma vitalícia, sempre gera expectativa, já que este organismo tem competência para decidir sobre assuntos como pena de morte e aborto.

Entre os possíveis candidatos estão a procuradora-geral Elena Kagan e as juízas Kim McLane Wardlaw, Sandra Lea Lynch, Diane Pamela Wood e Sonia Sotomayor, sendo que esta última tem a seu favor o fato de ter origem hispânica, já que seria a primeira pessoa deste grupo da população a ocupar uma posição na Corte. EFE elv/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG