Obama diz a congressistas hispânicos que reforma migratória sai este ano

O presidente americano, Barack Obama, está disposto a apresentar um projeto para a reforma migratória ao Congresso ainda em 2009, informaram legisladores hispânicos depois de um encontro com o governante na Casa Branca, nesta quarta-feira.

AFP |

"O presidente repetiu e reiterou seu compromisso de maneira clara e inequívoca, afirmando que tem toda a intenção de fazê-lo (apresentar a reforma)", indicou à imprensa Luis Gutiérrez, legislador democrata pelo estado de Illinois.

"Posso apenas dizer que o presidente nos disse que é um homem de palavra. Acreditamos que vamos avançar este ano", acrescentou Nydia Velázquez, representante por Nova York e chefe do Fórum Hispânico do Congresso, que reúne legisladores da mais numerosa minoria do país.

Obama, que tem neste momento duas grandes frentes abertas no legislativo - uma, com o orçamento para 2010, e outra, com uma drástica reforma do sistema de saúde pública - demonstrou aos congressistas que não tem a intenção de diminuir o ritmo.

"O presidente disse o que muitos de nós esperávamos", afirmou Gutiérrez, que lidera o grupo de trabalho sobre a reforma migratória dentro do Fórum Hispânico.

Alguns observadores, no entanto, acham que a incerteza econômica é grande demais para que Obama se arrisque a apresentar uma terceira proposta para a reforma migratória neste momento.

Dois projetos de reforma migratória já fracassaram no Congresso em 2006 e 2007, em um país onde vivem mais de 12 milhões de imigrantes ilegais - a maior parte deles, de origem hispânica.

Como no caso da reforma do sistema de saúde, Obama convocará um fórum público, "provavelmente em dois meses", para discutir propostas sobre como legalizar os imigrantes clandestinos e como refundar o sistema de imigração, declarou por sua vez o senador democrata Bob Menéndez, de Nova Jersey.

A Casa Branca indicou, em um comunicado, que a reunião do presidente com o grupo durou uma hora, e classificou o encontro como "estratégico".

"O presidente discutiu de que forma pode atender as preocupações do Fórum em temas migratórios, a curto e longo prazo", informa o texto.

Em 2007, ainda como senador, Obama votou a favor da reforma migratória. Depois, transformou o assunto em um dos principais pontos de sua campanha eleitoral junto à comunidade hispânica, cujo voto (66% de 10 milhões de eleitores) foi decisivo no pleito de novembro.

"Suas palavras como candidato foram repetidas como presidente", elogiou Menéndez.

jz-du/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG