WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, expressou sua decepção ao primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, com a libertação pela Escócia de um prisioneiro líbio condenado pelo ataque de Lockerbie, afirmou nesta quinta-feira a Casa Branca. Obama e Brown falaram por telefone sobre os preparativos para a cúpula econômica do G20, que inclui países desenvolvidos e emergentes, em 24 e 25 de setembro, em Pittsburgh.

Os temas discutidos, segundo o porta-voz da Casa Branca Robert Gibbs, incluíram o crescimento econômico e o emprego.

"Eles discutiram as formas de reformas as instituições financeiras para dar um papel maior aos principais atores globais", disse Gibbs em comunicado.

Os Estados Unidos já haviam criticado a decisão escocesa de devolver à Líbia o ex-agente Abdel Basset al-Megrahi, no mês passado, mas Obama ainda não havia feito isso diretamente a Brown.

"O presidente expressou sua decepção com a decisão do governo escocês de entregar à Líbia o condenado pela explosão do Pan Am 103, al-Megrahi", afirmou Gibbs.

Eles também discutiram os preparativos para o encontro de dezembro sobre a mudança climática, em Copenhague, e as "formas de se fazer um progresso firme, que assegure que tanto os países desenvolvidos quanto os países em desenvolvimento cumpram com suas responsabilidades no combate à mudança climática".

(Reportagem de Steve Holland)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.