Washington, 26 mai (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, tornará público nesta sexta-feira o esperado relatório sobre a segurança cibernética, que servirá de base para a luta do Governo contra os crimes de informática e o roubo de informação confidencial.

Em entrevista coletiva, o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, afirmou que o "Governo reconhece as ameaças muito graves que os ataques e crimes cibernéticos representam contra as redes dos setores públicos e privados".

Em fevereiro, Obama determinou a revisão das medidas de segurança informática no Governo, para proteger dados como as declarações de impostos, os pedidos de passaporte ou relatórios sigilosos.

Apesar de o levantamento ter sido concluído em abril, os resultados só foram divulgados agora.

A imprensa americana publicou que, ao mesmo tempo em que divulgará o relatório, Obama anunciará a nomeação de um responsável pela segurança cibernética na Casa Branca, que possivelmente seria membro do Conselho de Segurança Nacional e dependeria do assessor de segurança nacional do presidente.

O documento não aborda nem resolve o problema político causado com o novo cargo e as implicações que isso terá para a questionada Agência de Segurança Nacional (NSA, em inglês), até agora responsável pela vigilância e interceptação das comunicações eletrônicas e a proteção das redes privadas. EFE mv/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.