Washington, 19 dez (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou hoje que o acordo conseguido na Cúpula da ONU sobre Mudança Climática, em Copenhague, representa uma conquista, apesar de ter frisado que ainda há muito a ser feito.

Em declarações na Casa Branca, Obama, que chegou na noite passada de Copenhague, disse que após negociações "extremamente difíceis e complexas, este grande avanço firma as bases para a ação internacional nos próximos anos".

O presidente americano reconheceu que o progresso alcançado ainda não é suficiente e destacou que será preciso aproveitar o impulso para garantir que a comunidade internacional adote medidas para reduzir as emissões poluentes de modo "sustentável e suficiente".

Nos EUA, explicou que isso quer dizer manter os esforços para criar uma economia baseada na energia limpa e aprovar a legislação necessária para isso.

A reunião de Copenhague aprovou hoje um acordo após o fracasso de 12 dias de negociações que buscavam um texto ambicioso que sucedesse em 2012 o Protocolo de Kioto.

O pacto, de caráter não vinculativo, está muito longe das expectativas geradas em torno da maior reunião sobre mudança climática da história e não fixa objetivos de redução de gases poluentes.

No entanto, estabelece um total de US$ 10 bilhões entre 2010 e 2012 para os países mais vulneráveis enfrentarem os efeitos da mudança climática, além de US$ 100 bilhões anuais a partir de 2020 para mitigação e adaptação. EFE mv/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.